domingo, 14 de agosto de 2011

Educação Musical nas Escolas

Nunca teve a tendência de dizer "devias pôr a tua filha no piano." Tocar um instrumento permite trabalhar os dois lados do cérebro...

Não consigo perceber como é que a música não faz parte da educação nas escolas.


Mas existe educação musical...

Um pífaro, de vez em quando... Os jovens alemães e austríacos, por exemplo, tocam instrumentos. Saber lidar com um instrumento e com a música é uma competência extremamente útil para o resto da vida.


Porquê?

Estimula os dois lados do cérebro e a interacção entre os dois hemisférios cerebrais.


A mão esquerda, a direita...

E não só. É a leitura, a melodia, a sequência, a capacidade de ligar o som ao movimento. Uma série de tarefas elementares óptimas para estimular o cérebro. Um cérebro estimulado e preenchido é mais económico e rápido a resolver problemas. A grande capacidade do cérebro é ser económico e gastar pouca energia.


Que outras actividades devemos proporcionar às crianças?

A educação musical faz muita falta. A actividade física é fundamental.


Porquê?

Envelhece-se melhor. Mente sã em corpo são. Quem anda meia hora por dia tem melhor capacidade intelectual.


Excerto de uma entrevista realizada ao Médico Neurologista e Professor Alexandre Castro Caldas a 15 de Maio de 2010.

Sem comentários:

Enviar um comentário